jusbrasil.com.br
18 de Agosto de 2019
    Adicione tópicos

    Mulheres para casar

    Léo Rosa, Advogado
    Publicado por Léo Rosa
    há 2 meses

    Certos assuntos, eu os tinha por vencidos. Refiro-me a esse nosso machismo. Sei que persiste nas entranhas da cultura brasileira, mas não cria que fosse tanto. Não pensava que ideações de mulheres imaculadas ainda constituíssem o imaginário masculino.

    Então, Flávia Paz publicou no mural do seu Facebook: “Odeio mulher que se faz de menininha ingênua, fragilzinha, delicadinha, virgenzinha, santinha do pau oco. Será que os homens são tão otários que ainda caem nesse papo”?

    Pois isso teve ampla participação, alongando-se, entre ironias e furiosidades, para além de cem comentários. Principia com Maria Gabriela Castanheira Pedroza, assegurando que os homens são, sim, otários ao ponto de tanto.

    Flávia indaga: “O que será de nós, mulheres inteligentes, decididas, honestas, diretas e bem-humoradas”? Maria Gabriela replica: “Tudo umas encalhadas, reclamando da idiotice masculina, ou... Mulheres se fazendo de menininhas ingênuas, frageizinhas, delicadinhas, virgenzinhas e santinhas do pau oco”.

    Imaginei Flávia em um dilema, mas, nada disso; ela encara resolutamente os fatos: “É verdade, mas antes encalhada e reclamona do que ter quase 30 anos e ir pra cima do cara com papinho de que é virgem e pura, sem maldade...” Maria Gabriela completa: “Não quero lidar com criancinha babaca”.

    Flávia sugere um vídeo: Mulheres inteligentes e solteiras. É uma reportagem da Rede Globo, comentando dados do IBGE. Confirma o que se sabe: homens preferem mulheres menos instruídas; mulheres estudadas são mais seletivas.

    Resultado: mulheres mais preparadas têm menos chance de companhia. Mas isso é uma variante do assunto. O subjacente no desabafo da Flávia é a absurda necessidade de as mulheres posarem de castiças se conhecem um homem e querem namorá-lo.

    Rui Duarte lembra que, no geral, os homens caem e gostam de cair nessa simulação. Eu pensei, mas não escrevi: “Já somos muitos os homens que superaram essa questão. A alguns de nós não carece de simular nada. Bem, Arilton Collaço Pereira escolhe o bom caminho do motejo: “Brinquem um pouquinho com eles”.

    Em https://bit.ly/2Lu6A19 o assunto é discutido em sério por Alice Bianchini. Aproveito, todavia, o artigo Mulher que dá na primeira noite... Essa é pra casar. O texto, de autoria anônima, contribui com a educação dos homens, pois é publicado em PapodeHomem.com.br, um endereço masculino. Reproduzo-o, com edição:

    “Desde pequenos, nossas mentes foram programadas com a seguinte ideia: mulheres são princesas delicadas que devem ser amadas e cuidadas. Isso é verdade, mas somente meia verdade. Mulheres são princesas, emocionais e delicadas? Sim.

    Mulheres são safadas, sedentas por sexo e pensam nisso tanto quanto e às vezes mais do que os homens? Sim! Mas infelizmente essa informação não foi programada na nossa mente durante a juventude [em verdade, nos foi falsificada].

    Por muito tempo a sociedade determinou que as mulheres deveriam ser criaturas santas, intocadas, puras, inocentes. Mulheres que transavam antes do casamento... Nenhum homem jamais queria saber delas para casar.

    Isso tudo fez com que algumas mulheres se tornassem quietas e comportadas [ou reprimidas]. Mas algo muito mais forte e incontrolável rolava por dentro da mente (e da saia) feminina: a parte animal e instintiva da mulher criou um desejo enorme e um tesão espantoso por essa coisa tão proibida: sexo.

    Queremos mulheres imaculadas. Mulher é um ser humano assim como nós. Se você sair para a balada e comer uma garota na mesma noite, quer dizer que você é um imprestável, prostituto, sem caráter? Claro que não. Mulheres gostam de sexo da mesma forma que nós, se não mais! [e gostariam de fazer sexo conosco].

    Muitas mulheres [também para perda nossa] adiam o sexo pela mera razão de que se transarem de primeira podem criar uma imagem negativa. Quando transam com uma mulher logo de cara, vários homens realmente pensam que ela não presta (e incrivelmente não aplicam a mesma lógica para si mesmos).

    Muitas mulheres não transam de primeira porque estão presas pelos padrões da sociedade e precisam manter a imagem de ‘garota de família’. Aquelas que transam logo de cara não se deixam influenciar pela sociedade. São livres, espontâneas, aventureiras, confiantes, seguras… mulheres pra casar.

    Pare por um momento para digerir essa ideia e tudo que ela implica. Pense na quantidade de vezes que você julgou errado uma mulher por causa disso. Você pode mudar essa ideia e pensar direito, com bom senso em vez de senso comum”. Você pode até ter sexo na primeira noite, e depois, quem sabe, casar.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)